blog

Cantoras de jazz? O que tem em comum Leny Andrade,Tania Maria, Badi Assad,Eliane Elias,


além de serem estrelas de um firmamento que o mundo tem o privilégio de contemplar, mas que do Brasil pouco se vê? Todas premiadas em competições internacionais, algumas indicadas ou ganhadoras do Grammy, como a pianista e cantora Eliane Elias, que faturou o prêmio Grammy Latino – Melhor álbum de jazz latino de 2016.

Todas, de alguma forma, em algum momento buscaram o auto-exílio para verem suas carreiras decolarem e ganharem a estatura de ícones.


Sobre esse assunto, o saudoso crítico de jazz, José Domingos Raffaelli escreveu em 1992 a matéria “Jazz também é coisa de mulher” questionando se a pouca atenção dada às mulheres instrumentistas era devida à imprensa ou à discriminação do mundo masculino da música.Uma boa pergunta para se refletir.


Cantora de jazz Leny Andrade e Eliane Salek

Nesse universo, Leny Andrade é a cantora que temos mais oportunidade de ouvir no Brasil. Com mais de 20 álbuns gravados, apresentando-se nas mais prestigiadas casas de jazz do mundo é também ganhadora de um Grammy Latino. Com sua voz rouca e aveludada é a rainha do balanço e da bossa-nova, canta música de primeiríssima que o Brasil ou a indústria da música faz que ignora.

Cantora de Jazz Badi Assad  e Eliane Salek

Reinventando-se a cada novo trabalho lançado, Badi Assad é difícil de se rotular. Sua natureza essencialmente criativa extrapola os padrões do que se convenciona chamar música popular, clássica, jazz ou experimental. Sua música mistura todas essas influências de maneira muito peculiar. Cantora e violonista premiada em concursos internacionais, explora sons percussivos vocais. Seus parceiros vão de Sérgio Assad a Zélia Duncan. Acaba de lançar um livro, “Viagem ao mundo através de 80 artistas” que traz 80 crônicas sobre artistas da música, de vários locais do mundo, que marcaram e influenciaram sua vida e trajetória profissional.


Pouco conhecida pelo público brasileiro, a maranhense Tânia Maria, cantora, compositora e instrumentista venceu o programa de calouros de Ary Barroso na Rádio Nacional aos 12 anos de idade e , convidada por Claude Nougaro, ícone da música francesa, abriu seu show no Olympia de Paris, para onde mudou-se e prosseguiu com uma carreira extremamente bem sucedida. Mudou-se para os Estados Unidos em 1981, gravando com a Concord Records, apresentando-se em clubes e festivais de jazz. O disco "Come with me", lhe valeu uma indicação ao Grammy na categoria melhor Performance de Jazz, tornando-se uma referência no gênero. Conta com grande discografia e muito prestígio no circuito internacional do jazz.


No Brasil, infelizmente, muito pouco se ouve dela. Com mais de 2,2 milhões de álbuns vendidos durante sua carreira, Eliane Elias foi ganhadora do Grammy para o Melhor álbum de Jazz latino, após ter recebido duas indicações ao prêmio, 9 indicações ao Grammy Award® além de quatro vezes ganhadora do "Prêmio Disco de Ouro". Primeiro lugar em gráficos da Billboard , no iTunes EUA, Alemanha, França e Brasil Cantora, compositora e pianista com formação clássica, canta bossa-nova recriando cada tema com seu virtuoso piano jazzístico, seu enorme talento de arranjadora e sua criatividade.


Infelizmente confirma-se a constatação da genial dupla Aldir Blanc e Maurício Tapajós : “O Brasil não conhece o Brasil”


Destaques

Gravações e Clipe

agendados para a próxima semana.

Útimos Posts
Redes Sociais
Arquivo
  • Facebook Classic
  • Ícone de App do SoundCloud
  • Instagram App Icon
  • YouTube clássico
  • Twitter Classic